JAZZ COM PAIXÃO E SIMPLICIDADE – O JAZZ DE TITO MARTINO

O TITO MARTINO JAZZ BAND toca o JAZZ TRADICIONAL AUTENTICO DE RAIZ, assim como foi tocado por Louis Armstrong, Benny Goodman e Duke Ellington. Eles não copiam nem fazem “tributos” : eles criam interpretações novas, atuais, respeitando as Raízes musicais do Jazz, do mesmo modo como no xadrez criamos novas jogadas respeitando as regras do jogo.

OS COMPONENTES DO TITO MARTINO JAZZ BAND

Começou copiando o clarinete de Johnny Dodds; mas logo descobriu Sidney Bechet, Albert Nicholas e o grande universo dos clarinetistas de Jazz. Desde então tem feito sua própria síntese musical e na opinião de John Wilson, o mais antigo crítico de Jazz dos Estados Unidos, “Tito não copia ninguem e tem seu próprio estilo”. Mas Tito sempre afirma que “uma andorinha só não traz o verão” e que sem os seus excelentes companheiros de Banda ele não seria nada. Em seguida, um pouco da história dessas “feras”.


Tito Martino

Gravou 8 LP’s, cinco CD´s, produziu e apresentou a série de programas “Jazz Connection” na Rádio Cultura FM. Criou, deu nome e liderou durante 20 anos o extinto Traditional Jazz Band original, considerado pela critica melhor Jazz Band estrangeira no Festival Internacional de Jazz Tradicional de New Orleans e com o qual tocou em 15 cidades nos U.S.A.; criou e dirigiu em São Paulo a lendária casa de Jazz OPUS 2004, tocou com expoentes máximos do Jazz norte-americano: Teddy Wilson, Oscar Peterson, John Pizzarelli, Louis Barbarin, Bob Wilber, Bob Haggart, Gus Johnson, Louis Nelson, Alvin Alcorn, e outros. Começou copiando o clarinete de Johnny Dodds; mas logo descobriu Sidney Bechet, Albert Nicholas e o grande universo dos clarinetistas de Jazz. Desde então tem feito sua própria síntese musical e na opinião de John Wilson, o mais antigo crítico de Jazz dos Estados Unidos, “Tito não copia ninguem e tem seu próprio estilo”.

Mas Tito sempre afirma que “uma andorimha só não traz o verão” e que sem os seus excelentes companheiros de Banda ele não seria nada. Em seguida, um pouco da história dessas “feras”.


Alexandre Hage, Pianista

 

Participa ativamente das apresentações do New Orleans Jass Band e do Tito Martino Jazz Band, tendo atuado em shows, Concertos e Festivais de Jazz Tradicional incluindo casas de Jazz, MASP, Theatro Municipal de São Paulo, Theatro São Pedro, entre outros.


Billy Ponzio, Bateria

Começou a tocar bateria aos 13 anos.
Em 1998 foi para a Escócia como percussionista de uma banda de gaita-de- foles-escocesa�brasileira.
Em 2004 ingressou na Tito Martino Jazz, participando de importantes concertos, programas de tv, festival de jazz em Portugal e um memorável show com o guitarrista John Pizzarelli em 2010.
Em 2013 produziu o Cd “Pioneiros do Jazz Paulistano&quot.
Em 2014, lançou seu primeiro album autoral, de música experimental.
É um estudioso da linguagem da bateria dos primórdios do jazz e de seus bateristas.
Continua fazendo jazz com Tito Martino até os dias de hoje.


Decko Telles, contrabaixo


Lucas Sartório, trompete


Tony Robson, banjo e jazz-guitar